COOPFAM SE POSICIONA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

EM DEFESA DO AGRICULTOR FAMILIAR COOPFAM É CONTRA A PEC 287

Em reunião do seu Conselho Consultivo, a Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região decidiu, oficialmente, se posicionar contra as mudanças pretendidas pelo Governo Federal através da PEC 287, a chamada “Reforma da Previdência”. O principal motivo está relacionado às modificações que atingem diretamente o trabalhador rural, hoje inserido numa categoria chamada de “Segurado Especial”

O presidente da organização, Clemilson Pereira, faz questão de deixar claro que esta posição não reflete uma ideologia partidária, e sim uma defesa de direitos. “A PEC irá afetar todos os trabalhadores rurais, o agricultor familiar, e precisa ser combatida, sem partidarismos. É uma questão de respeito aos direitos de todos os trabalhadores do Brasil”.

Para mostrar o que significa isso e conscientizar a população sobre este importante assunto, a cooperativa está divulgando um texto explicativo e uma tabela, mostrando como a mudança não é nada benéfica aos trabalhadores do campo. Confira:

O que é “Segurado Especial”

“Segurado Especial” é uma condição atribuída ao agricultor familiar perante a previdência social. Este tratamento diferenciado não faz de maneira alguma do agricultor familiar uma categoria de privilegiados, mas proporciona um tratamento um pouco mais justo e igualitário para com trabalhadores que exercem suas atividades em condições árduas e interruptas.
Mas este tratamento diferenciado não foi oferecido voluntariamente pelos nossos governantes, ela foi reivindicada persistentemente por muitos anos pelo movimento sindical que representa o agricultor familiar e é a uma vitória conquistada depois de muita luta pelos direitos da categoria.

Estas mudanças aconteceram em 1991, e proporcionou ao agricultor familiar exercer sua atividade e viver com um pouco mais de dignidade.
Com as novas condições na reforma da previdência estes direitos estão sendo revogados e todo a condição de trabalho que o agricultor é exposto deixa novamente de considerada.

Portanto o agricultor familiar está prestes a perder não somente benefícios financeiros, perde também o reconhecimento e o respeito devido a uma categoria que se expõem a condições severas de trabalho para prover seu sustendo e ainda produzir o alimento que é consumido por toda sociedade.

Sabemos que o agricultor é a categoria que menos se dispõe a envolver-se em manifestações e se expor. Mas o momento é sério, estamos prestes a perder direitos que impactarão em nossas vidas e na de nossos filhos.

Outras categorias que serão até menos afetadas pela reforma estão se mobilizando e tem conseguido a atenção do governo, mas nós… Vamos assistir nossos direitos serem simplesmente serem revogados, ou vamos reagir também?

Veja abaixo o que muda, na prática, para o agricultor familiar com a aprovação da reforma da previdência.

Reforma da Previdência o que muda

 

Escrito por: